sexta-feira, 30 de agosto de 2013

PROP@GACULT * Santa Ceia




É bem verdade que atualmente não se tratam mais assuntos sobre a Santa ceia do Senhor com tanta veemência como outros que causam impactos e fervilham as mentes . Talvez isso não ocorra mais porque deixamos de encarar a ceia como um memorial, ou seja, uma ordenança de Jesus aos membros do corpo de Cristo para que rememoremos Seu sacrifício.

No entanto, sabemos que muitas das ordenanças de Jesus foram substituídas nos dias atuais por regras conduzidas pelos homens que assim o fazem, por questões socialmente mais confortáveis e de fácil aceitação por meio dos fieis muitas vezes.

Estou dizendo que, assuntos importantes como este não possuem mais espaço em nossos altares, pois foram substituídos por temáticas que subsidiam o povo através de suas “promessas” vindouras.

Contudo, não posso iniciar esse breve discurso sem esclarecer a importância desse ato para nós, uma vez que se trata de rememorar tudo o que foi feito por Jesus em nosso favor, tudo o que recebemos através de sua expiação (I Co 11.26). Sendo assim, ao cearmos estamos nos voltando para a cruz rememorando sua obra redentora e declarando nossa ânsia pela volta de Cristo.

Talvez você esteja questionando a escolha do tema aqui tratado; Quem sabe você gostaria de ler  um artigo sobre religião e ciência ou até mesmo algo mais “jovem” e “dinâmico”. No entanto gostaria de chamar sua atenção para um dos temas mais importantes e, subjetivamente falando, um dos temas de muita relevância quando o assunto é comunhão com Deus, Fé e vida eterna (Jo 6.51).

Creio que você, assim como eu, possua muitas pessoas a sua volta todos os dias não é mesmo? Creio também que com algumas dessas pessoas exista um relacionamento mais substancial e afetivo, mas para que esses laços se estreitassem, com toda certeza a comunhão e uniformidade foi o fator crucial nessa relação.

A santa ceia tem esse mesmo papel!  O ato de cear dignamente (não fazendo da ceia algo banal) expressa sua comunhão para com Deus e com os irmãos. A ceia é um modo de declarar  seu relacionamento com Deus e de estreitar esses laços.

Ao participarmos do corpo e do sangue de Cristo, estamos declarando que, pela fé cremos e pela fé usufruímos de todos os benefícios que o sacrifício na cruz do calvário nos proporciona (Rm 3.23,24, 25), além de fazermos menção de nossa espera pela volta iminente Jesus Cristo.

Talvez seja por isso que, tratar temas como esse atualmente, não seja tão agradável para muitos cristãos, pois estreitar laços de comunhão com Deus exige uma vida integra e fiel a Ele todos os dias. O fato de participar da Santa Ceia faz menção à comunhão, mas não a conquista. É necessário seguir os mandamentos de Cristo para se relacionar com Ele.

Contudo, quando nos relacionamos com o Senhor, permanecemos com nossa fé intacta aguardando esperançosos por sua volta, afinal Cristo foi, mas nos prometeu as bodas do Cordeiro...

Você já parou pra pensar em como será cear com Jesus ali? Já imaginou assentar-se com Ele e receber mais uma de suas promessas? Afinal estamos assegurados que Ele virá e anunciaremos sua morte até que venha! (I Co 11.24)